Não basta ser Grande, tem que ser Catarina

 

Confesso que de todas as histórias de princesas, rainhas e imperatriz, a que mais me impressionou foi a de Catarina.

Como toda menina nascida em importantes famílias da realeza europeia, teve o destino traçado pela família, porém, diferente de Maria Antonieta, Elizabeth Woodville e outras, a rejeição não começou no país escolhido no casamento, mas em casa. A mãe, sempre ignorou a sua existência e mesmo após ser a herdeira do trono russo, sempre tentava se transparecer mais que a filha, tanto que foi expulsa e banida da corte pela própria imperatriz Elizabeth.

Com muita influência política devido a estudos e até mesmo a conversão religiosa da luterana para a ortodoxa, Catarina passou a ser amada pelos russos, mesmo antes da tomada do trono, que demorou anos após a chegada na Rússia. A imperatriz Elizabeth, tia de Carlos, marido de Catarina, que negociou o casamento da princesa alemã com o futuro herdeiro do maior império do mundo. Sem marido e filhos, a comandante se apegou a menina, de nome Sofia, mas Catarina, a Grande, após tomada do trono russo e derrota do então marido, que de melhor amigo na adolescência, a partir da chegada no novo país, passou a ser seu arqui-inimigo na política. De todos os anos de estudos, convivência com a Imperatriz que a repassou toda a cultura do país, tornou Catarina uma das melhores governantes do continente. A Rússia, que estava com sérios problemas sociais, passou por uma reforma política, e mesmo após rebeliões importantes, conseguiu ter uma boa administração nas mãos da mulher que saiu da Alemanha para conquistar o mundo.

Todos esses detalhes podem ser conferidos em qualquer livro de história, porém o que Robert Massie retrata na biografia mais completa de Catarina é a vida amorosa, que assim como muitas meninas-mulheres saídas de suas nações sem sequer serem consultadas e sempre pelo bem do próprio país, foi cercada de inúmeros amantes, tanto que a paternidade dos filhos é fortemente questionada devido a corrida ao trono. Nas quase 700 páginas, há um misto de história, romance e mergulho nas águas mais geladas de uma mulher que escolheu ser grande ou até maior que o antecessor ao trono, Pedro, o Grande, que iniciou grandes reformas políticas.

O reinado de 34 anos, transpôs a avó que criou os netos para serem grandes imperadores e sucessores, já que os filhos não pode criar, pois Elizabeth, sua tutora e quem tinha a maior autoridade de Rússia, se apoderava dos filhos desde o momento do parto, até o modo de criação, fazendo com que Catarina, a alemã que saiu como Sofia do próprio país, tivesse apenas essa utilidade, gerar bebês que demoraram a vir, devido a hostilidade que o marido Pedro tinha por ela. Massie alega que Pedro não era homossexual, tanto que tinha vários casos na corte e os fazia questão de que Catarina os soubesse. Na biografia, há muitas curiosidades não só sobre um aperitivo da dinastia Romanov, mas também da cultura e principalmente, sobre a própria Catarina. A leitura vale a pena, mesmo o livro não sendo pequeno, a vontade de carregá-lo para todos os lugares existiu.

Saiba mais:

Livro: Catarina, a Grande – retrato de uma mulher

Sobre o autor: Robert Kinloch Massie é um historiador americano, escritor, ganhador do Prêmio Pulitzer, e de uma bolsa de estudos, ofertada pelo programa internacional de bolsas da Universidade de Oxford, o Rhodes Scholar.

Você encontra o livro disponível em:

Saraiva: http://www.saraiva.com.br/catarina-a-grande-retrato-de-uma-mulher-4355939.html

Cultura: http://www.livrariacultura.com.br/p/catarina-a-grande-30372243

Amazon: https://www.amazon.com.br/Catarina-grande-retrato-uma-mulher-ebook/dp/B00BXJFUHK

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s